29 dezembro 2008

VIRA-ME



Vira a noite, vira os olhos...
Tu me invades e revira tudo.
Vira-me o corpo, enfia-me a língua
penetra-me fúria, áspero e veludo.
Vira-me inteira pra ti
caminhos abertos, lubrificados...
Transformo todo o desejo em pecado.
Derramo-me nova, doce e sal
Como uma fruta desconhecida, carnuda
Virada em mistério, carne desnuda.
Oferecida assim à tua boca, ao teu mundo...
Viro-me em êxtase profundo.
Reviro-me em gozos e gritos
Minha alma é minha pele.
Lisa e nua, sou pra sempre tua...
Fêmea úmida de natureza crua.
Em ti, serei pra sempre fome e fartura.
Vira o ano, vira a vida...
Tu me reviras sempre!
Só o meu amor não muda.
Só o meu amor não muda.



Por Van Luchiari ©


Visite também: VAN FILOSOFIA!



7 comentários:

::tossan disse...

Ufa...espere...deixa eu pegar um ar...Absurdamente sensual e teso. Um verdadeiro ato sexual poético. Gostei! Bela foto!!! Abraçosss

Osmar Reyex disse...

Isso. É assim que prefiro. Um pastelzinho de mel e uma ameixa macia. É comendo estes frutos que desejo revirar o teu corpo inteiro e de volta, deixo em você o néctar do meu gozo profundo.

Márcio Ahimsa disse...

Oi, Van...

Bom, é ótimo isso de virar o ano virando em corpos lentos e nús, virarando em línguas quentes e úmidas...

Excelente.

Beijos.

Boa virada de ano para você.

um troglodita adestrado disse...

"Beijos úmidos em tua fruta (des)conhecida; língua solta entre teus lábios carnudos, profundos, carnais...

Deixa-me roubar-te o néctar, penetrar em teu pistilo, ó, flor devassa!"

Belo texto e bela foto!!

Pret-a porter disse...

Linda Poética e Intensa!
Parabéns

Saara Senna disse...

NOOssaaa... bem diferente essa forma de fazer poesia. O amor visto por outro ângulo, LITERALMENTE rsrrs

Bem profundo!

Beijos e FELIZ 2009!

Anônimo disse...

cratéra de vulcão, por hora adormecido. Lava em um vale escorrendo,licorina gruta, disputam meu olhar.