28 maio 2008

A TUA CHEGADA

E então
porque você chegou
(e depois disso)
todos os meus doces
derramaram-se fartamente
num lento escorrer
até a tua boca...
Fiz-me assim
oferenda de lábios e coxas
por ti intensa...
Docemente intoxicante...
Profundamente tua.

Por V.

2 comentários:

Ricardo Rayol disse...

absurdamente delicioso

Van disse...

Nham Nham!