19 setembro 2012

ARDENTE


O que eu preciso diariamente
Abrir-me aos teus dentes
Sentir-te entrando e queimando-me
num trago longo e quente.
Derramar-te meu gozo
dar-te minha pele nua e latente.
Sentir-te beber lentamente
meu peito, meu leite, minha mente.
Até não haver mais poro
ou buraco em mim que te ausente.
Sorver-te deliciosamente.
Até o fim, impiedosamente.

O que eu preciso diariamente
é de uma dose bem farta
da tua água-ardente!


Por V.

7 comentários:

sir disse...

maravilhoso tudo que encontrei aqui...excitante...e poderoso...é de se tirar o chapéu...

Thiago disse...

uia!!!! é lindo querida!!! e delicia tbm kkkkk
nham nham
^_^

Diuk disse...

Só acredito no que posso tocar. Não acredito na Luiza Brunet.

Three Love's disse...

que texto belíssimo, maravilhoso; tão belo e verdadeiro o texto que a foto maravilhoso torna-se apenas um belíssimo adendo...

be.i.j.o.s.

Van disse...

Thank´s all!
=)

Teu disse...

Este tb!

Osmar Reyex disse...

Que saudade, caralho.